• Admin

Reduza o impacto do coronavírus nas finanças da sua clínica

Reduza o impacto do coronavírus nas finanças da sua clínica

O Coronavírus é uma realidade e no momento que escrevemos esse artigo (Março de 2020) ele já se consolida como uma pandemia mundial com fortes efeitos em nível nacional.


Entretanto, existe outra realidade que também se apresenta para o gestor de uma clínica, seja ela médica ou odontológica: A gestão financeira do seu negócio em tempo de crise.


É certo que em maior ou menor grau as clínicas de saúde serão afetadas pela crise do coronavírus, seja com a diminuição do número de pacientes em tratamento, seja com o adiamento da decisão de novos potenciais pacientes em iniciar um novo tratamento.


A pergunta que fica no ar é: como cuidar da gestão financeira da sua clínica de forma a minimizar o impacto financeiro do coronavírus nesse momento?


3 dicas de gestão para proteger sua clínica durante a crise do coronavírus


Nós sabemos que existe muita confusão e que ninguém foi preparado para um momento assim, então vamos ajudar você a gestor clínica a tomar decisões corretas nesse momento tenso. Fique conosco!


01 - Foco no essencial, descarte o desejável


Nesse momento de crise é fundamental que você faça uma lista de todas as atividades na sua clínica que envolvem custos e recursos.


Divida em uma folha em branco, duas colunas, dando o nome para essas colunas de "Essencial" e "Desejável".


Agora, comece a "scanear" todas as atividades da sua clínica, começando pelas atividades administrativas como recepção, telefonia, internet, contabilidade, estoque de materiais, compra de insumos, portfólio de serviços oferecidos, quantidade de pessoas na equipe, passando por tudo aquilo que contribuiu de alguma forma para atrair mais pacientes como publicidade, funcionários, equipe, etc.


A medida que for listando as atividades vá catalogando-as em cada coluna da sua folha (Essencial / Desejável).


Mas aqui muito cuidado! Não seja uma zebra!! As zebras seguem o movimento da manada. Se a manada está correndo para a direita, a zebra comum corre também, mesmo sem saber porque.


Seja um leão!! Em momentos de crise, são os líderes que ganham! São eles que conseguem avaliar em meio ao desespero e ao caos comum e generalizado as oportunidades e visualizar quais as verdadeiras atividades que são essenciais e quais podem ser eventualmente cortadas ou suspensas por algum tempo.


02 - Previsão de caixa


A verdade é que crise ataca com força quem está debilitado. Verdade ou não é? O próprio vírus se aproveita de pessoas mais fracas e idosas, assim como nas empresas.


Se você é cliente da Senior, já vem fazendo o dever de casa e com certeza vai sobreviver (a mais essa) crise.


Em primeiro lugar você precisa saber como está o seu caixa. Qual o seu fôlego financeiro? Você suporta 1 mês, 2 meses, 3 meses?


Se os pacientes pararem de chegar você terá que tirar dinheiro do bolso por quanto tempo? Você vai se descapitalizar em quanto tempo?


Se você tem um bom controle de fluxo de caixa já estará na dianteira em relação a maioria.


Caso não tenha, é fundamental ter números na mão. Endividamento, custos fixos, custos variáveis, passivo circulante. O contador pode ajudar, mas a responsabilidade sobre esses dados é toda sua!


Se após a análise dos seus números for constatado que existe uma debilidade de caixa, é necessário atuar já!


Isso envolve, além de cortar as atividades consideradas desejáveis (passo 01), que tem a ver com a redução de custos, buscar um plano de aumento ou pelo menos manutenção das suas receitas.


Preste atenção: a pior coisa que pode acontecer é você ficar com as portas fechadas!


A não ser que o governo estabeleça um "lock down" completo e proíba a população de se deslocar pelas cidades, você precisa continuas atendendo.


Somente redução de custos não resolve o problema. Reduzir custos é tratar sintomas. Você precisa atuar para aumentar ou pelo menos manter sua receita. Isso se faz com as portas abertas, muita comunicação e interação com sua carteira de pacientes, como veremos a seguir,


03 - Comunicação, comunicação, comunicação


Nos últimos dias temos visto milhares de profissionais de saúde lançando o mesmo comunicado padrão (Copiar e colar) nas redes sociais: "Na dúvida se estiver com sintomas de Covid fique em casa".


É seu papel ser ativo em relação à sua carteira de clientes. É um dentista? Entre em contato pessoal com os pacientes agendados e busque saber sobre a situação atual de saúde deles. Esclareça as dúvidas que eles tem, demonstre interesse sincero, oriente-os.


Em tempos de crise, os líderes, aqueles que servem como um verdadeiro farol para as pessoas que estão confusas e com medo nunca são esquecidos.


Conclusão


Crises afetam negócios. Isso é claro. Se sua clínica vai ser mais ou menos afetada depende diretamente do grau de organização e controle prévio.


Fechar seu negócio sem uma ordem expressa do governo é errado, limitado e precipitado.


Elimine tudo o que não contribui para aumentar ou manter seu faturamento nesse momento e aumente o investimento em tudo que pode melhorar a comunicação e receita da sua clínica.


Fuja do pânico e seja um guia para os seus pacientes nesse momento tenso. Você vai receber muito em troca, pode acreditar.


Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo que existe de melhor em gestão e marketing para empresas de saúde.



Senior Marketing

Gestão e marketing para empresas de saúde

(11) 3254-7451

atendimento@seniormarketing.com.br