• Admin

Esclarecendo o papel do consultor empresarial


Em momentos com o que a economia do nosso país esta passando, os consultores empresariais ganham relevância, pois acredita-se que esses profissionais possuem os meios e a saída para tirar as empresas da crise. Mas será que é assim mesmo?


  Esse artigo não pretende esgotar o assunto sobre consultoria empresarial, tema amplamente explicado e com farta literatura, mas colocar algumas ponderações e esclarecer o papel do consultor empresarial, especialmente em tempos de economia turbulenta, tentando ser uma contribuição para empresários que vislumbram na figura do consultor uma alternativa para solução dos problemas que esta enfrentando no âmbito empresarial e também, no campo oposto, para tentar diminuir a desconfiança que muitos empresários tem com essa figura, por vezes caricata do consultor empresarial.


Definindo consultoria empresarial


  Existem muitas definições para o que seria consultoria empresarial. Eu, particularmente, depois de atuar por mais de 20 anos como consultor empresarial para empresa de serviços, entendo que consultoria empresarial é:


Consultoria empresarial é um serviço de assessoramento contratado e proporcionado a organizações por pessoas especialmente qualificadas e capacitadas que prestam assistência, de maneira objetiva e independente, a organização do cliente para descobrir os problemas de gestão, analiza-los, recomendar soluções aos problemas e ajudar na aplicação, se solicitado pelos clientes, na aplicação das soluções.


Com o passar dos anos desempenhando a função de consultor empresarial ficou claro que para o bom desempenho da função é necessário seguir um "contrato tácito" ou algumas regras de consultoria, se assim podemos denominar, das quais gostaria de elencar as 4 principais:


Regra número 1 - A consultória é um serviço independente


Se caracteriza pela imparcialidade do consultor. O consultor não tem autoridade direta dentro da empresa. Ele não é um funcionário, diretor ou gestor. Entretanto, ele deve se empenhar ao máximo para que as pessoas "comprem" suas ideias e que levem ao cabo as suas determinações que para que os resultados apareçam.


Regra número 2 - A consultoria é essencialmente um serviço consultivo


Não se contratam consultores para "tomar" o lugar dos diretores ou proprietários da empresa na direção das suas empresas. A responsabilidade pelas decisões não pode ser transferida para o consultor. O papel do consultor é atuar como conselheiro e não como decisor. Existe uma tendência, especialmente em pequenas empresas em tercerizar a responsabilidade da decisão para os consultores. Isso é um erro e um engano que podem levar empresas a falência. Ninguém conhece mais uma empresa que seu próprio dono.


Regra número 3 - A consultoria é sobre transferência de conhecimentos e solução de problemas práticos


  Um consultor de verdade é aquele que detêm uma massa de conhecimento considerável sobre determinado assunto. Não é consultor quem faz um curso, ou esta desempregado e assume um nome pomposo. Também não é consultor simplesmente quem é chamado a dar conselhos gratuitamente por amigos, colegas ou familiares. Consultores tem horas e horas de vivência prática e teórica sobre determinado assunto em um campo muito específico do saber. Eles vivenciaram um determinado problema e sabem como resolve-ló na prática embasados em teoria.


Regra número 4 - A consultoria não faz milagres


  Engana-se quem acredita que consultor faz milagres. Não existe uma bala de prata que resolva todos os problemas. Os fundamentos de qualquer negócio sólido ainda precisam presentes para que uma empresa possa ser corrigida dos seus erros. Se uma empresa não tem capital de giro, por exemplo, e não tem como consegui-ló, não vai haver melhor prática de captação de clientes que vai salvar uma empresa em decadência, para ficar em um exemplo simples. Não contrate um consultor esperando milagres. Eles não existem!


Fases da Consultoria


Todo consultor adota uma metodologia de trabalho. Essa metodologia pode envolver um conjunto de fases que é específico e desenvolvido ao longo da sua carreira ou pode ser uma metodologia padrão de mercado.

 Invariavelmente, seja qual o nome que o consultor empresarial utilize, bem como as ferramentas que possa utilizar em cada etapa, todo processo de consultoria passa por fases.


  As fases mais comuns em uma consultoria são as seguintes:


Diagnóstico


  Aqui o consultor empresarial vai entender a empresa do cliente. É como quando uma pessoa doente vai ao médico. Através de uma entrevista com o médico, da leitura de exames e da avaliação dos sinais vitais do paciente, o profissional (médico) avalia o quadro geral de saúde do paciente e determina qual o seu estado atual.


  Assim como o médico, antes de determinar qual o tratamento, o consultor (médico de empresas) precisa entender o seu paciente (empresa) , ler seus sinais vitais (finanças, vendas, marketing, gestão de pessoas, etc), fazer exames (conversar com as pessoas, com os clientes) avaliar o ambiente onde a empresa esta inserida (concorrentes, mercado, etc) para ter uma visão clara do estado de saúde da empresa.


  Essa fase é fundamental para que o consultor entenda claramente qual ou quais são os problemas que a empresa enfrenta.


  Um bom consultor nunca se baseia no diagnóstico dado pelo cliente. Geralmente o cliente esta tão envolvido com o problema que ele tem uma visão distorcida do que é realmente o que impede sua empresa de ter melhores resultados.


Plano de Ações


 Voltemos a exemplo do médico. Depois que os exames estão prontos e que o médico tem uma visão mais clara do estado de saúde do paciente e chega a seu diagnóstico, ele esta apto a propor o melhor tratamento.


  Assim, é prescrito o melhor tratamento para cada caso. Qual o remédio, qual o plano de tratamento deve ser seguido para que o paciente recupere sua saúde ou pelo menos melhore seu quadro geral.


  No caso de empresas é bem semelhante, mas pode acontecer de que não exista uma cura e diferente das pessoas que não devemos abandonar jamais, talvez seja aconselhável desistir da empresa. Essa é uma decisão dura, mas muitas vezes a melhor.


  O plano de ações é o plano de tratamento para que a empresa saia da situação atual e chegue ao estado desejado (maior lucratividade, mais clientes, maior participação de mercado, etc).


Execução do Plano de Ações


  O  plano de ações pode envolver uma sequência de atividades que estão fora do escopo de aplicação do consultor empresarial. 


  Existem empresas de consultoria, como a Sênior Marketing que possuem um departamento de execução de ações tais como: marketing digital, planejamento comercial, assessoria de imprensa, etc.


  Mas a contratação da execução do plano de ações e supervisão do consultor empresarial geralmente é vendida a parte. Então, geralmente o diagnóstico e plano de ações é um contrato e a execução é outro contrato. Isso acontece porque é muito difícil para um consultor que esta chegando em uma nova empresa prever quais serão as ações que vão ser necessárias executar para recuperar uma empresa a prior. Imagine um médico que nunca lhe viu prescrever um remédio sem nem ao menos lhe examinar. A situação é a mesma.


Término


  O trabalho do consultor tem data e hora para começar e data e hora para terminar. Não é desejável que o consultor se torne parte da rotina da empresa.


  É exatamente o distanciamento do dia a dia da empresa que torna o consultor empresarial tão útil para as empresas. Não sendo parte do problema ele pode ser parte da solução.


  A conclusão do projeto deve ser conduzida de forma acordada entre cliente e consultoria, quando os dois percebem que os objetivos do projeto de consultoria foram atingidos.


Conclusão


  Esse artigo quis descrever e esclarecer a função do consultor empresarial, tão banalizada nos dias atuais, onde um estagiário se denomina consultor empresarial


  O consultor empresarial é sim figura de suma importância dentro do cenário econômico desafiador que impõe aos empresários brasileiros criatividade e capacidade de reinvenção constante. Nesse item, o consultor empresarial pode ser de suma importância trazendo vivências, experiências e boas práticas acumuladas no seu dia a dia.


  Se você acredita que uma consultoria empresarial poderia agregar valor a sua empresa nesse momento, entre em contato conosco e vamos conversar!


Sênior Marketing

Consultoria empresarial