• Admin

Como organizar sua clínica odontológica em tempos de crise


Como organizar sua clínica odontológica em tempos de crise

Em meio a crise do Coronavírus, pequenas e grandes clínicas odontológicas estão e defrontando com o desafio de encontrar saídas para manter o equilíbrio financeiro.


Com a maior parte das pessoas trancadas em casa com medo de contraírem a doença, as clínicas odontológicas sentiram o impacto imediato no caixa.


Um dado importante é que cerca de 95% das clínicas odontológicas brasileiras tem faturamento inferior a R$ 100.000,00 por mês e dificilmente conseguem superar um período sem faturamento superior a 30 dias.


Entre as medidas principais que as clínicas odontológicas devem tomar para organizarem suas clínicas durante a pandemia do Covid-19 estão a renegociação de dívidas com fornecedores, o redimensionamento das suas equipes e negociação de comissionamentos dos seus colegas.


Confira as principais dicas para reorganizar a sua clínica odontológica durante a pandemia do coronavírus:


01 - Controle financeiro

Quanto menor o controle financeiro da clínica maior é o risco para o negócio. Por outro lado, aquelas clínicas que conhecem seus números tem mais chance de sobrevivência no período pós pandemia.


É preciso fazer um levantamento fino de:


  • Contas fixas (Água, luz, telefone, contador, aluguel, etc.)

  • Contas variáveis (Laboratório, impostos, etc.)

  • Dívidas (Empréstimos, juros, etc.)

  • Investimentos (Compra de equipamentos, cursos, etc.)

  • Contas a receber (Total de recebimentos previstos dos tratamentos realizados em pacientes nos próximos 6 a 12 meses);

  • Contas a pagar ( Total de pagamentos previstos com fornecedores, insumos, laboratório, impostos, taxas, etc. nos próximos 6 a 12 meses)


A partir das informações levantadas é possível elaborar um DRE (Demonstrativo do resultado do exercício) previsto, ou um fluxo de caixa projetado, ou seja, de forma objetiva, saber de antemão quanto você terá de dinheiro ou de falta de caixa no futuro.


A partir dessas informações financeiras é possível traçar planos objetivos e tomar atitudes que possam minimizar os impactos financeiros previstos.


Por exemplo, se a conta vai ficar negativa dentro de 2 a 3 meses é preciso lançar campanhas de marketing para captação de novos pacientes nos próximos meses, ou buscar crédito no mercado financeiro para injeção de capital de giro na clínica.


02 - Definição de prioridades


Os números sempre vão apontar o que é prioritário na sua clínica. Pode ser que seus números mostrem que não existem previsões de receitas (vendas) nos próximos 2 ou 3 meses.


Isso demonstra que sua agenda já vinha em um processo de baixa e que a pandemia apenas acentuou o negócio.


Talvez, seja a hora de priorizar no seu portfólio de serviços aqueles procedimentos que tem mais procura ou que sejam mais acessíveis a população da sua região. Especialmente em um período pós pandemia.


O momento pede priorização. É preciso olhar sua clínica com um zoom out e enxergar todas as áreas: serviços, preço, qualidade, público-alvo, estrutura física, funcionários, processos, etc.


Priorização é a palavra-chave. Para organizar sua clínica é preciso enxerga-lá como uma coleção de pequenas partes que juntas se somam para entregar o trabalho final aos seus pacientes / clientes.


A pergunta que você precisa responder nesse momento é? Quais dessas partes precisam ser revistas? Quais precisam ser modificadas? Quais precisam ser elimidas?


03 - Estratégias e ações


Muito dificilmente uma clínica vai resistir a pandemia e tudo que vem na sequência somente cortando custos.


Cortar custos, renegociar prazos com fornecedores e qualquer outra estratégia de redução de despesas é fundamental, mas é uma estratégia de tiro curto. De fato, não é estratégia nenhuma. Qualquer um pode fazer isso.


É preciso criar, de acordo com o perfil da sua clínica e principalmente, baseado na realidade dos seus números estratégias que:


Atraiam novos pacientes para a sua clínica;

Não deixe que os pacientes atuais abandonem os seus tratamentos;

Aumente a venda de serviços para antigos pacientes;

Criação de novos serviços;

Implementação de estratégias de divulgação de serviços


Sem pensar em como aumentar as vendas dificilmente uma clínica vai sobreviver depois do período de crise.


E quando dizemos aumentar as vendas não estamos nos referindo a crescimento, mas sim, em manutenção dos patamares mínimos necessários para a manutenção da clínica conforme apurado no passo 01 desse artigo.


Conclusão


É preciso organizar sua clínica odontológica para que ela passe por e sobreviva a pandemia do coronavírus.


Para que isso aconteça é preciso fazer pelos menos os 3 passos listados nesse artigo.


Se você deseja receber mais informações sobre gestão e marketing diretamente no seu e-mail, cadastre-se para receber nossa newsletter.



Senior Marketing

Gestão e marketing para clínicas odontológicas

(11) 3254-7451

atendimento@seniormarketing.com.br