• Admin

5 erros que podem estar fazendo você perder dinheiro na sua clinica


Ter um sonho, busca formação técnica e aprimoramento constante, trabalhar duro e fazer publicidade e propaganda são todas iniciativas importantes para ter uma clínica de sucesso.


Porém, muitos proprietários de clínicas médicas e odontológicas deixam de lado, ou por desconhecimento, ou por falta de interesse a gestão financeira dos seus empreendimentos.


Esse é um erro perigoso que pode comprometer toda a sua operação e por em risco a viabilidade do negócio no médio a longo prazo.


Nesse artigo vamos listar 5 erros de gestão financeira que podem estar fazendo você perder dinheiro na sua clínica e o que fazer para evita-lós. Siga conosco!


01 - Misturar contas da sua vida pessoal com as contas da clínica


Comum e trivial, esse erro pode ser fatal porque ele muitas vezes se torna uma verdadeira bola de neve.


Os sócios não separam suas contas pessoais das contas empresariais e muitas vezes a pessoa jurídica "financia" o estilo de vida da pessoa física.


Chega um momento em que essa confusão é tão grande que fica praticamente inviável avaliar o que é gasto de um e o que é gasto do outro.


Muitas vezes o gestor do negócio faz um grande investimento na sua vida pessoal, como a compra de um bem imóvel em um momento em que a clínica não passa por um bom momento financeiro, descapitalizando ainda mais o seu negócio.

A solução para esse problema é separar em contas bancárias diferentes as receitas e despesas que são da pessoa física e da pessoa jurídica.


02 - Ausência de um capital de giro


A grande maioria das clínicas médicas e odontológicas brasileiras não mantêm uma reserva, ou índice de segurança, ou seja, aquele valor em caixa que lhe permita pagar suas contas fixas e variáveis mesmo quando as vendas caem substancialmente.


Se a clínica não mantêm uma reserva para utilizar como capital de juros geralmente ela terá, em momentos de aperto financeiro, que recorrer a instituições financeiras, onde o custo do dinheiro é caro (juros), onerando a operação do negócio e colocando em risco a continuidade da manutenção dos serviços.


A solução para esse problema é a prevenção. Mantenha sempre uma reserva de 15% a 20% do seu faturamento bruto para capital de giro mensal. Agindo assim você terá folego financeiro para momentos de desaquecimento das vendas.


03 - Não liquidar faturas de cartão de crédito


Muitas clínicas utilizam cartões de crédito para compras de material de consumo, material de escritório e mesmo para pagamento de protéticos e dentais.


Até ai tudo bem. O problema acontece quando por um descontrole financeiro a fatura não é quitada integralmente no seu vencimento.


Você com certeza já sabe que as taxas de juros no rotativo das operadoras de cartão de crédito no Brasil são absurdamente altas.


A solução para essa situação é a quitação integral da fatura do cartão na data correta. Se não houver dinheiro para realizar essa operação, muitas vezes é melhor buscar um empréstimo, que mesmo sendo caro, costuma ser mais em conta do que as taxas de cartão de crédito.


04 - Falta de administração do fluxo de caixa


É o controle do fluxo de caixa diário que permite a tomada de decisão gerencial embasada em dados.


A grande maioria das clínicas médicas e odontológicas não faz o controle das entradas e saídas de recursos no seu caixa diariamente.


E quando fazem, o fazem de forma incorreta ou limitada. A forma correta de registrar as despesas e saídas é através de um plano de contas estruturado de receitas e despesas que permita ao final de um período analisar quais as principais fontes de receitas da sua clínica e onde estão alocados seus principais gastos.


O chamado fluxo de caixa projetado, ou seja, a análise das contas a pagar e receber no futuro é possivelmente a principal ferramenta de gestão financeira que um gestor de uma clínica tem a seu favor.


É através do fluxo de caixa projetado que o gestor pode responder perguntas como:

Vai faltar dinheiro daqui há 3 meses?

Poderei fazer o curso de atualização no mês que vem?

Tenho capacidade comprar o equipamento XYZ?

Posso abrir uma nova unidade?


Todas as respostas acima devem ser fundamentas em dados concretos. Esses dados vem do fluxo de caixa da sua clínica.


05 - Acomodação


Quem busca sucesso financeiro não pode se acomodar. Isso envolve também o campo financeiro.


É preciso que o gestor esteja sempre atento as tecnologias, as estratégias e as metodologias que possam:


A - Cortar custos

B - Aumentar as receitas


Para se manter competitiva no seu mercado sua clínica precisa buscar novas fontes de receita o tempo todo e isso envolve saber comprar, saber precificar, saber negociar e saber vender. Tudo a ver com gestão financeira que é uma disciplina transversal!


Conclusão


Uma clínica de sucesso não se constrói somente com um sonho, boa vontade, bom serviço.


É preciso cuidar da gestão financeira. Se esse é o seu "fraco" nós podemos ajudar! Somos especialistas em gestão e marketing de clínicas médicas e odontológicas com experiência e vivência prática em centenas de clínicas no Brasil e mais 12 países.


Entre em contato e fale com um especialista em gestão financeira para clínicas:


atendimento@seniormarketing.com.br

(11) 3254-7451