• Admin

5 atitudes para tirar sua clínica do vermelho




O assunto de hoje é fundamental. Nós sabemos que as universidades brasileiras de odontologia e medicina não trabalham com profundidade assuntos como gestão financeira, administração e empreendedorismo.


Se por um lado os profissionais de saúde brasileiros estão entre os melhores do mundo, a falta de conhecimento de gestão os prejudica enormemente. Não é raro encontramos profissionais brilhantes em dificuldades financeiras.


Para ajudar você profissional de saúde que está atravessando momentos difíceis no seu consultório ou clínica e precisa de uma luz para tira-lá do vermelho nós escrevemos esse breve e objetivo artigo.


Então, vamos lá: 5 atitudes para tirar sua clínica do vermelho:


Atitude 01: Busque razões e não culpados


A pior postura que você como empresário do setor de saúde pode assumir ao constatar que seu consultório está com o caixa negativo é a de iniciar a busca por culpados.


O foco não deve ser em pessoas ou motivações, mas sim na razões e nas atitudes gerenciais que levaram a clínica ou consultório a ficar no vermelho.


Em gestão temos um ditado que diz que entender o problema é 50% da solução.


A falta de atitude adequada perante os problemas de caixa costuma ser o principal problema na gestão financeira dos consultórios médicos e odontológicos que nós já assessoramos nos últimos 20 anos.


Não busque culpados, busque as razões para a situação estar do jeito que está.


Atitude 02 - Separe pessoa física de jurídica


Ainda que você seja um dentista ou médico autônomo e trabalhe como pessoa física, precisa entender que é necessário que aja uma separação das suas pessoas física e jurídica quando se trata das receitas e despesas.


Você precisa separar o que é dinheiro do consultório / clínica e o que é seu dinheiro. Nem todo dinheiro da clínica é seu.


Parece obvio, mas a grande maioria dos profissionais de saúde ainda banca suas contas pessoais com o dinheiro corrente disponível no caixa do seu consulktório ou clínica.


Essa atitude leva a um completo desbalanceamento das contas da clínica e pode mesmo no médio e longo prazo leva-lá a insolvência.


Tenha uma conta bancária para você como pessoa física e faça-se um pagamento mensal no início de todos mês, o chamado pro-labore, dentro das possibilidades financeiras da sua clínica.


Não adianta retirar R$ 15.000,00 todo mês da sua clínica se ela fatura R$ 25.000,00. Esse ritual não vai se sustentar por muito tempo.


Lembre-se, primeiro você deve ter conhecimento pleno de onde vem o dinheiro e para onde ele vai. Isso é feito com a atitude 03 a seguir.


Atitude 03 - Tenha controle das contas


Para haver uma recuperação financeira do seu consultório é necessário que você entre na primeira fase do processo de gestão financeira: o controle financeiro.


Controle financeiro é o registro de todas as operações financeiras da sua clínica ou consultório.


Estamos falando de que você precisa saber de onde o dinheiro vem e para onde o dinheiro vai no fluxo normal de operação do dia a dia da sua clínica.


É preciso utilizar um software de gestão para clínicas médicas ou odontológicas, que existem aos montes e com variados recursos disponíveis ai na internet, basta pesquisar.


Mas o software sozinho não garante o controle. É preciso montar um plano de contas de despesas e receitas e alimentar diariamente o software com a movimentação dos recebimentos e pagamentos na sua clínica diariamente.


Esse passo é fundamental. Seja neurótico nesse momento. Registre cada centavo na conta correta. Fez um curso, lance o valor em uma conta "Cursos e Atualizações". Recebeu um pagamento de um tratamento de um paciente em 3 parcelas iguais. Lance cada parcela na data correta dentro da categoria de tratamento específica, por exemplo: 3 parcelas de R$ 500,00 na categoria "Tratamento de Canal".


O controle gerencial nesse nível de detalhe é que vai permitir o quarto a seguir.


Atitude 04 - Análise e tomada de decisão


É a partir dos dados de controle financeiro que você tomará as decisões sobre o que fazer e o que não fazer.


Muitas vezes, dada a situação financeira deteriorada de certas clínicas o melhor caminho é mesmo encerrar a operação, antes que o rombo seja ainda maior.


Para evitar chegar a esse ponto é importante que você seja proativo. Crises mandam sinais. Se o seu faturamento e lucratividade vem caindo mês a mês não espere para tomar uma atitude e buscar ajudar de uma assessoria especializada em gestão de clínicas.


Olhando os dados de controle financeiro é possível analisar a capacidade de geração de caixa do seu consultório / clínica, o perfil dos clientes, os serviços que geram mais lucratividade e aqueles que são verdadeiros "abacaxis", o nível de endividamento, entre outras informações extremamente uteis que vão balizar as decisões a seguir.


Então, para tirar sua clínica do vermelho é preciso olhar para os dados financeiros que já estarão organizados nesse momento e a partir da análise fatual tomar decisões gerenciais.


05 - Identifique e elimine todos os custos que não produzem lucro


Em empresas de serviço, a mão de obra qualificada é o maior custo. Lembre-se, custo é todo o valor gasto associado diretamente na prestação do serviço.


Nós nossos mais de 20 anos de assessoria empresarial para clínicas médicas e odontológicas notamos um certo receio dos profissionais de saúde de trabalharem essa relação com seus colegas médicos e dentistas de forma profissional, privilegiando muito mais o relacionamento do que a lucratividade gerando efeitos nefastos para suas clínicas e consultórios.


Você precisa fazer uma avaliação de todos os custos que não estão gerando lucros na sua clínica e corta-lós.


Isso envolve as despesas também é claro. Despesas com marketing, com contador, com aluguel e todos as outras despesas de forma direta ou indireta podem acabar levando a um descontrole financeiro.


Mas é fundamental que você como gestor da sua clínica fique atento para que pouco efeito terá cortar despesas e não mexer nos custos. Nesse caso nas comissões e valores pagos aos seus colegas.


Nós estamos cientes que existe uma relação direta entre qualidade de serviço e custo, porém, esse é o desafio que todo gestor de clínicas médicas e odontológicas precisa conviver atualmente, ou seja, entregar um serviço de bom nível para seus pacientes com custo acessível.


Enfim, elimine todos os custos que não produzem ou reduzem o lucro da sua clínica ou consultório.


Conclusão


Toda clínica médica e odontológica precisa de gestão para sobreviver e prosperar. Dentre as facetas da gestão, a gestão financeira de clínicas médicas e odontológicas se torna primordial nos dias de hoje.


Se sua clínica ou consultório está no vermelho é preciso seguir os seguintes passos:


A - Buscar razões e não culpados;

B - Separar a pessoa física da jurídica;

C - Instalar o controle financeiro;

D - Analisar e tomar decisão sobre os dados de controle financeiro;

E - Eliminar todo custo que não produz lucro.


Se você precisa de ajuda para recuperar sua clínica ou consultório entre em contato conosco


Senior Marketing

Gestão financeira de clínicas médicas e odontológicas

atendimento@seniormarketing.com.br